Fale conosco
            
Fale conosco
            
Edições do Jornal:
            


 
 
Indique para um amigo

Usemos o dinheiro a serviço do bem



Sábado, 22 de junho de 2019 08:26

 

“Ninguém pode servir a dois senhores: pois, ou odiará um e amará o outro, ou será fiel a um e desprezará o outro. Vós não podeis servir a Deus e ao dinheiro” (Mateus 6,24).

 

O coração humano se encontra sempre dividido entre as escolhas que precisamos fazer na vida. Não só precisamos de Deus, mas viemos d’Ele e Ele é a nossa maior riqueza, o nosso maior tesouro, e não somos nada sem Ele. Sem Deus nós nem existiríamos, pois é n’Ele que existimos. Deus é o maior dom, a maior dádiva, bênção e graça. A Ele todo louvor, honra, glória e toda a graça!

Vivemos num mundo material, onde precisamos sobreviver, onde os pais de família precisam cuidar do sustento de sua família, do alimento, da escola, da educação e de tudo mais que são as exigências da vida. E precisamos do dinheiro para fazer todas essas coisas.

Não há nada de graça nessa vida! Tudo é necessário comprar, pagar, organizar, ou seja, ter uma vida em que precisamos do dinheiro para resolver as coisas. Precisamos ser concretos também: dinheiro não cai do Céu, a não ser o dinheiro fácil, corrompido, o dinheiro que vem de roubo e de uma vida desonesta.

O dinheiro verdadeiro e autêntico é fruto do trabalho, é o salário, a compensação pelo esforço e doação humana para poder sustentar a nossa casa. A questão não é não ter dinheiro, pelo contrário, precisamos do dinheiro para sustentar a família, as boas obras, as obras de caridade, sustentar, inclusive, a casa de Deus para que esteja a serviço do Reino dos Céus.

O dinheiro deve estar a serviço do bem, da verdade, da fraternidade

O Evangelho chama a nossa atenção sobre a quem servimos: precisamos do dinheiro, mas não podemos ser servidores dele; necessitamos do dinheiro, mas ele não pode mandar nem ser o “deus” da nossa vida.

Deus é um só, e somente o nosso Deus merece o louvor, a honra, a glória e tudo mais está submisso a Ele, inclusive, o dinheiro que nós trabalhamos, o dinheiro que adquirimos de forma honesta e correta.

O dinheiro deve estar a serviço do bem, da verdade, da fraternidade, do sustento da casa, da família e da obra que é de Deus, mas nunca podemos deixar o coração se escravizar por causa do dinheiro.

O dinheiro é sedutor. Ele engana, ilude, compra as pessoas. Pelo dinheiro, as pessoas se vendem. Quando não temos, no coração, um ordenamento de quem é mais importante, de fato, as coisas se invertem.

O problema do mundo e do nosso coração é quando deixamos a cobiça desenfreada tomar conta de nós. Que o dinheiro seja o servidor da nossa vida e não o contrário. Que possamos servir a Deus, inclusive, com o dinheiro que temos, mas jamais deixar de servir a Deus para servir ao dinheiro.

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo


Encontrou erro? Encontrou algum erro? Informe-nos, clique aqui.

Veja também:










AS MAIS LIDAS

  SANTO DO DIA:Santa Maria Madalena
 
  Fixemos os olhos em Jesus
 
  A submissão à vontade do Pai é fundamental
 
  SANTO DO DIA:Santa Brígida
 

Classificados
Clique aqui e envie seu anúncio gratuitamente.

 
47106107 acesso(s) até o momento.

Inicial   |   Notícias   |   Classificados   |   Colunistas   |   Sobre nós   |   Contato

© Copyright 2019 Jornal Evolução
by SAMUCA