Fale conosco
            
Fale conosco
            
Edições do Jornal:
            


 
 
Indique para um amigo

GAECO colabora com investigação do MP do Paraná

Em apoio à operação Cartas Marcadas, o GAECO prende cinco pessoas em Santa Catarina.

Quarta, 10 de julho de 2019 13:04

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) de Santa Catarina,  por meio de 34 agentes, cumpriu na manhã, desta terça-feira (9/7), cinco mandados de prisão e nove mandados de busca e apreensão em apoio à operação Cartas Marcadas, deflagrada pelo GAECO de Londrina (PR). Foram presos em Indaial três homens e duas mulheres, todos da mesma família. Os mandados de busca e apreensão ocorreram em residências e empresas de Indaial (8) e de Joinville (1). 

As investigações, conduzidas pelo Gaeco e pelo Grupo Especializado na Proteção do Patrimônio Público e no Combate à Improbidade Administrativa (Gepatria) de Londrina e pela Promotoria de Justiça de Telêmaco Borba apuram crimes envolvendo fraude em licitações, falsidade ideológica e uso de documentos falsos, praticados por associação criminosa. Um grupo de empresários teria constituído diversas empresas para participar de licitações com Administrações Municipais, principalmente relacionadas ao fornecimento de uniformes escolares. Até o momento, foram identificados 17 municípios em que o grupo participou de concorrências.

As empresas pertenciam a pessoas ligadas entre si, por parentesco ou amizade, algumas inclusive com o mesmo representante, e violavam o sigilo, fraudando a concorrência. Na prática, as empresas não tinham sequer indústria ou maquinário.

No total, foram cumpridos 20 mandados de busca e apreensão em cidades do Paraná, de Santa Catarina e do Mato Grosso no âmbito da Operação Cartas Marcadas.  As buscas estão relacionadas a oito empresas e 12 pessoas físicas: oito em Indaial e uma em Joinville, em Santa Catarina; sete em Campo Mourão e três em Maringá, no Paraná; e uma em Várzea Grande, na região metropolitana de Cuiabá, no Mato Grosso. 

A Justiça também suspendeu os contratos de 10 empresas do grupo vigentes com o poder público, com proibição de as referidas empresas participarem de novas licitações.

O GAECO é uma força-tarefa composta por integrantes do MPSC, das Polícias Civil, Militar e Rodoviária Federal e da Secretaria de Estado da Fazenda.


Fonte: Coordenadoria de Comunicação Social do MPSC.


Encontrou erro? Encontrou algum erro? Informe-nos, clique aqui.

Veja também:










AS MAIS LIDAS

  SANTO DO DIA:Santa Maria Madalena
 
  Fixemos os olhos em Jesus
 
  A submissão à vontade do Pai é fundamental
 
  SANTO DO DIA:Santa Brígida
 

Classificados
Clique aqui e envie seu anúncio gratuitamente.

 
47106135 acesso(s) até o momento.

Inicial   |   Notícias   |   Classificados   |   Colunistas   |   Sobre nós   |   Contato

© Copyright 2019 Jornal Evolução
by SAMUCA