Fale conosco
            
Fale conosco
            
Edições do Jornal:
            


 
 
Indique para um amigo

Olhemos o mundo com a pureza de uma criança



Terça, 13 de agosto de 2019 08:23

 

“Os discípulos aproximaram-se de Jesus e perguntaram: ‘Quem é o maior no Reino dos Céus?’. Jesus chamou uma criança, colocou-a no meio deles e disse: ‘Em verdade vos digo, se não vos converterdes, e não vos tornardes como crianças, não entrareis no Reino dos Céus’” (Mateus 18,1-3).

 

As condições para entrarmos no Reino dos Céus, de fato, são essas: precisamos nos converter e nos tornar como crianças.

A conversão é uma mudança de mentalidade. Se pensávamos como o mundo, se aprendemos como o mundo, agora, precisamos pensar como Deus, com a lógica do Seu Reino.

Nós, que estamos na causa de Deus, trabalhando e vivendo para Ele, o quanto precisamos ainda nos converter, o quanto ainda temos de mentalidade mundana, o quanto somos pessoas que ainda vivem de intrigas, de conversas, fofocas, sentimentos e pensamentos mundanos! 

Precisamos nos converter, porque, se não nos convertermos, não entraremos no Reino de Deus, e ele não entrará em nós. Quem entra em nós é o mundo, são as propagandas, as competições, os pensamento mundanos. Estamos no mundo, mas precisamos entrar no Reino dos Céus.

Precisamos da simplicidade das crianças, porque o Reino do Céus é dos simples

Jesus não está se referindo ao Seu Reino para quando alguém morrer ou for morar nos Céus. Jesus está se referindo ao Reino d’Ele que está neste mundo, no qual nós precisamos entrar. Se a primeira condição é a conversão, é, de fato, uma mudança de vida. Jesus nos dá o modelo de como devemos nos converter; e para nós as crianças são o modelo essencial.

Quem é o maior no Reino dos Céus? É quem se torna como as crianças, porque elas são pequenas, insignificantes; elas, muitas vezes, não têm valor. Por isso, a mentalidade do Reino é a mentalidade das crianças.

Precisamos nos converter para uma vida e uma mentalidade simples. Temos de parar de ser aquelas pessoas complicadas, que veem maldade em tudo, que veem tudo da forma mais complexa.

Precisamos da simplicidade das crianças, porque o Reino do Céus é dos simples. As crianças são puras, elas não agem com maldade nem são “temperadas” com a maldade que temos em excesso.

Para entrar no Reino dos Céus, precisamos, de fato, ser purificados de toda a maldade que aprendemos e que está dentro de nós. Olhemos o mundo com a pureza da criança, porque o Reino dos Céus é dos puros.

Precisamos ser autênticos e verdadeiros. Veja que criança não disfarça. Criança é verdadeira. Às vezes, ela até tenta contar uma mentirinha, mas não consegue. Nós, no entanto, disfarçamos, enganamos, mentimos, nos iludimos e iludimos os outros. Precisamos ser autênticos e verdadeiros, precisamos nos converter para a verdade se quisermos entrar no Reino dos Céus.

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo


Encontrou erro? Encontrou algum erro? Informe-nos, clique aqui.

Veja também:










AS MAIS LIDAS

  Desemprego diminui e Santa Catarina se consolida com o melhor índice do Brasil
 
  Município é indicado para sediar Central de Certificação do SIF
Negociações com o Ministério da Agricultura estão avançadas. Prefeitura até já definiu espaço para o novo órgão que irá atender regiões no Paraná e Santa Catarina
 
  Operação Strike busca prisão de 54 pessoas e desmantela duas facções em Bom Retiro
 
  Estreia do Futsal 2ª Divisão com bons jogos
 
  Obra Expressões são-bentenses é lançada na Univille
 

Classificados
Clique aqui e envie seu anúncio gratuitamente.

 
47916671 acesso(s) até o momento.

Inicial   |   Notícias   |   Classificados   |   Colunistas   |   Sobre nós   |   Contato

© Copyright 2019 Jornal Evolução
by SAMUCA